0

A Lição da Borboleta

Sempre reclamei muito para os meus amigos, da minha mãe. Mas quanto mais eu vivo e envelheço, quanto mais pessoas eu conheço, mais perto eu chego  a esta conclusão: Minha mãe, do jeito tosco dela, me deu uma excelente criação. Olhando a vida de muitos conhecidos, onde os pais só facilitam a vida de seus filhos, percebi que essas pessoas não possuem muita consciência sobre suas vidas e acomodam-se no tempo. 


Agarram-se a uma vida patética, limitada e mesquinha. Por não terem enfrentado grandes dificuldades na vida, também não conseguem ter compaixão pelos outros. Não conseguem entender os motivos do próximo. Vivem para si e para agaranhar e acomodar seus bens pessoais. 


Mas apesar de terem recursos, essas pessoas não crescem profissionalmente. Apesar de possuírem bons estudos, não constroem nada de novo e não acrescentam nada para si, para sua família e para o mundo.




Minha mãe nunca facilitou minha vida. Tudo que eu quis, eu tive que conquistar sozinha e com ajuda de amigos. Até o pouco que ela podia me dá, ela fornecia com receio e dificuldade. Não me ajudou pagar faculdade e se eu não me comportasse como uma boa filha, também não dava comida. Ai de mim pedir dinheiro pra uma passagem de ônibus. 




E graças a Deus que ela é assim. Como eu tive que lutar pela minha faculdade, tenho dificuldades em engavetar meu diploma, pois eu o consegui com muita luta. Ele foi a primeira grande vitória de minha vida e por isso, tenho certeza que farei bom uso dele. Na verdade, já faço. 


E afinal, com tantos defeitos que tenho, se minha mãe não fosse dura comigo, eu seria de fato, a mulher mais mesquinha e arrogante deste mundo (como muitas que eu conheço). Porque veja né: mesmo sendo pobre e pé de chinelo, eu já tenho uma personalidade bem difícil. 




O blog O Mundo de Agatha é fascinante. Abaixo, mais um show de postagem, que tem muito a ver com tudo isso. Vale apena ler, principalmente para quem está enfrentando a grande missão de criar e educar um filho neste mundo vão.


A LIÇÃO DA BORBOLETA


Um dia, uma pequena abertura apareceu em um casulo.

Um homem sentou e observou a borboleta por várias horas, enquanto ela se esforçava para fazer com que seu corpo passasse através daquele pequeno buraco.
Então a borboleta parou de fazer qualquer progresso. Parecia que tinha ido o mais longe que podia, e não conseguiria passar daquele ponto.


O homem, aflito, decidiu ajudar a borboleta, pegou uma tesoura e cortou o restante do casulo.
A borboleta saiu facilmente, mas seu corpo estava murcho, era pequeno e tinha as asas amassadas.
O homem continuou a observar a borboleta porque ele esperava que, a qualquer momento, as asas dela se abrissem e se esticassem para serem capazes de suportar o corpo que iria se firmar a tempo.
Nada aconteceu!
Na verdade, a borboleta passou o resto da sua vida rastejando, com um corpo murcho e asas encolhidas. Ela nunca foi capaz de voar.


O que o homem em sua infinita gentileza e vontade de ajudar não compreendera, era que o casulo apertado, e o esforço necessário à borboleta para passar através da pequena abertura, eram o modo que a Natureza utilizava para fazer com que o fluido do corpo da borboleta fosse para as suas asas, de modo que ela estaria pronta para voar, uma vez que estivesse livre do casulo.



Se a Natureza nos permitisse passar através de nossa vida sem quaisquer obstáculos, Ela nos deixaria aleijados. Nós não iríamos ser tão fortes como poderíamos ter sido.
Algumas vezes, o esforço é justamente o que precisamos em nossa vida.
Nós nunca poderíamos voar.



Eu pedi Força... Recebi dificuldades para me fazer forte.
Eu pedi Sabedoria... Recebi problemas para resolver.
Eu pedi Prosperidade... Recebi cérebro e músculos para trabalhar
Eu pedi Coragem... Recebi perigos para superar.
Eu pedi Amor... Recebi pessoas com ódio para ajudar.
Eu pedi Favores... Recebi oportunidades.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Caso tenha blog, deixe o endereço do link sempre que comentar. Assim, todos os outros leitores curiosos podem visitar sua página.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Quando você comenta, me deixa muito feliz! Sua opinião é muito importante.
Tanto que vou até cantar uma canção: Você é lindo (a), mais que demais, você é lindo (a) sim, onda do mar.... (lá, lá, lá, láaaaaaa)

Pin It button on image hover