0



Li por aí


Você foi a faísca que deu inicio a essa claridade que sou hoje, do meu peito sai uma luz capaz de iluminar todo o mundo. Se já estive nas sombras de árvores, hoje, corro solto pela copa e me deito para contemplar o sol. 
Limpei toda sujeira que tinha acumulada, empurrei tanto pra debaixo da cama que talvez tenha ido pra um mundo paralelo ou coisa assim, a confusão pode ainda existir, mas deixei de nota-la pra aproveitar as coisas boas que encontrei entre elas. Não me reconheço em uma linha sequer de antigas escritas, porque eu me refiz sabendo que você chegou e saberá me reaproveitar. 
Como não me sentir pequeno e entregue diante de tudo isso? Qualquer um poderia enxergar o que eu enxerguei em você, quando quero falar, minhas palavras me soam infantil, as atitudes me parecem imaturas e tudo que tenho a te dizer parece sair como um grito de eu te amo. Corro como uma criança ao teu alcance esperando que você me abrace, e por favor, jamais me solte. Caminhei muito até chegar aqui, passei por lugares errados, caminhos emburacados até poder parar para descansar ao teu lado. Não deixei migalhas de pão pois não pretendo voltar tão cedo. Aos poucos a gente vai compondo nossa sinfonia, você com seu espetáculo que por si já é um solo, e eu com as minhas notas desafinadas. Esqueço os acasos, os poréns, tudo porque você me faz pensar que talvez exista algo bom.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Caso tenha blog, deixe o endereço do link sempre que comentar. Assim, todos os outros leitores curiosos podem visitar sua página.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Quando você comenta, me deixa muito feliz! Sua opinião é muito importante.
Tanto que vou até cantar uma canção: Você é lindo (a), mais que demais, você é lindo (a) sim, onda do mar.... (lá, lá, lá, láaaaaaa)

Pin It button on image hover