1

O Grito



Numa tarde qualquer de 1893, o jovem Edvard Munch (1863-1944) caminhava com dois amigos numa espécie de calçadão de Ekeberg, na Zona Leste de Oslo, e se esforçava para digerir seu drama existencial. Aos 30 anos de idade, o norueguês de nariz pontudo já tinha enterrado a mãe e uma de suas três irmãs, havia rompido relações com o pai, que não o apoiava como artista, e acabara de deixar o hospício em que outra irmã, Laura Catherine, uma maníaco-depressiva para lá de atormentada, vivia internada.

O sol se pôs de repente, e o céu se tingiu de um vermelho-sangue perturbador. Ainda ouvindo os gritos dos internos do hospício, Munch teve a epifania que o catapultaria à fama para sempre: "Sentindo-me exausto, parei e me debrucei sobre uma grade. Havia línguas de fogo sobre o azul-escuro da cidade e do fiorde", escreveu em seu diário, anos mais tarde. "Meus amigos continuaram andando, mas eu fiquei ali, tremendo, tomado pela ansiedade, e senti o grito infinito da natureza."

Com isso na cabeça, entre 1893 e 1910, o pintor trabalhou numa série de imagens denominada "O grito". Fez duas telas, dois pastéis e uma litografia que traduziram para duas dimensões o horror de um berro enrustido. E o sucesso foi tanto que, 119 anos mais tarde, ainda provoca frenesi no mundo das artes.

"O grito" é a segunda obra de arte mais famosa do mundo, atrás apenas da "Mona Lisa", de Leonardo Da Vinci. Ela já serviu de base para trabalhos de artistas como Andy Warhol e Erró, de diretores de cinema como Wes Craven (em "Pânico") e até de cenário para "Os Simpsons".

Confira algumas versões curiosas da obra: 














Um comentário:

  1. hahaha eu não conhecia a história dessa arte,na verdade eu nunca tinha entendido muito bem,mas sempre admirei a forma como as cores se contrastam na tela.
    Choices

    ResponderExcluir

Atenção: Caso tenha blog, deixe o endereço do link sempre que comentar. Assim, todos os outros leitores curiosos podem visitar sua página.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Quando você comenta, me deixa muito feliz! Sua opinião é muito importante.
Tanto que vou até cantar uma canção: Você é lindo (a), mais que demais, você é lindo (a) sim, onda do mar.... (lá, lá, lá, láaaaaaa)

Pin It button on image hover