0

Palavras Breves

Algumas coisas que eu espero, não fazem o menor sentindo. Espero secretamente, na expectativa do meu ser. Assim como uma resposta sua, um maior interesse seu. Não há interesse, não temos assunto. Você não sabe o que eu sinto e nem o que eu sou. Apenas pequenas palavras breves, algo que se faça cumprir presença onde nós mesmo não entendemos porquê. Porque nos submetemos a isso? São as fabulosas e tentadoras expectativas. Eu espero que do outro lado, haja um ser magnífico, aquele que eu busquei. Mas não é esse ser que ali está. O que está ali, são palavras breves. 
Quando criança, eu desejei o melhor pra mim, eu queria o mundo e não sei a partir de quando, eu comecei a me contentar com pouco e acreditar que com pouco eu seria feliz. Pequeninas migalhas tristes, soltas no chão, restos de outras pessoas  restos de carinhos dados à outros. Restos de todos. 
Não sei dizer, ao certo, há quanto tempo comecei a me contentar com o resto, ser aquele ser que se ajuda por caridade, ou que se ama por falta de opção. Eu não entendo muito bem, quando foi que eu me tornei isso, apesar de saber, que isso sou eu há muito tempo. E não posso me lamentar, porque dizem que isso não fica bem pra ninguém. As vezes eu respiro fundo, como quem quer descansar das suas próprias esperanças. E me lembro que eu ainda posso respirar, respirar de verdade, todo ar que possa caber nos meus pulmões. Até que de certa forma, me traga algum alívio. 
(Sabrina Gomes)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Caso tenha blog, deixe o endereço do link sempre que comentar. Assim, todos os outros leitores curiosos podem visitar sua página.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Quando você comenta, me deixa muito feliz! Sua opinião é muito importante.
Tanto que vou até cantar uma canção: Você é lindo (a), mais que demais, você é lindo (a) sim, onda do mar.... (lá, lá, lá, láaaaaaa)

Pin It button on image hover