2

a construção do Falso Eu

Na infância, não importa quais tenham sido as circunstâncias particulares, nós fomos doutrinados com admoestações sobre a importância de ser bom, de ser santo e perfeito. Quando isso não ocorria, éramos frequentemente castigados, de uma forma ou de outra.

Mesmo assim, nós sabíamos perfeitamente bem que não éramos tão bons e perfeitos quanto o mundo parecia  esperar que nós fôssemos. Isso tinha que ser escondido; transformou-se num segredo carregado de culpa. Foi assim que nós começamos a construir um falso Eu. Este era, pensávamos, a nossa proteção e o meio de conseguirmos tudo aquilo que queríamos desesperadamente - vida, felicidade, segurança, autoconfiança.

A consciência dessa frente falsa começou a desaparecer, mas nós fomos e somos permanentemente permeados pela culpa de fingir que somos alguém  que não somos. Lutamos cada vez mais para nos tornarmos esse falso eu, esse Eu Idealizado.

Estávamos, e inconscientemente ainda estamos convencidos de  que, caso nos esforçarmos  o suficiente, um dia seremos esse eu. Mas esse processo artificial de nos forçarmos a ser algo que não  somos, jamais nos permitirá atingir um auto-aperfeiçoamento, uma autopurificação e crescimento genuínos, porque começamos a construir um eu irreal sobre um alicerce falso, deixando de fora o nosso Eu Verdadeiro. De fato,  nós o estamos escondendo desesperadamente.



Trecho do livro : Não Temas  o Mal (Eva Pierrakos e Donovan Thesenga)



2 comentários:

  1. muito bom esse texto ♥ realmente temos vivido com os rótulos que nos foi dado desde a infância e quando somos diferentes ou vamos para o lado contrário do padrão logo vem um monte de gente falando mal e o quanto você está errado...
    Emily Jacky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Emily. Pior que todo mundo acha que somos obrigados a seguir. Ser igual a todo mundo.
      Obrigada por deixar sua opinião.
      Volte sempre!! ♥♥

      Excluir

Atenção: Caso tenha blog, deixe o endereço do link sempre que comentar. Assim, todos os outros leitores curiosos podem visitar sua página.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Quando você comenta, me deixa muito feliz! Sua opinião é muito importante.
Tanto que vou até cantar uma canção: Você é lindo (a), mais que demais, você é lindo (a) sim, onda do mar.... (lá, lá, lá, láaaaaaa)

Pin It button on image hover