0

Apaixonada por Mallu Magalhães


Mallu Magalhães vem agradando com seu novo estilo de ser. Super magra e top model, a cantora vem levantando suspiros do público, o que nos faz pensar sobre a dificuldade das mulheres em serem aceitas no mundo artístico sem precisar levar o peso da imagem e da boa forma.




Aconteceu assim. Não sei explicar bem. Não ouvia antes, mas agora, eu não consigo parar de ouvir. Não que eu tivesse algo contra ela antes. Como não assisto TV e sou de poucos amigos, não acompanhei o reboliço que ela causou há 6 anos atrás, quando ela, com apenas 15 anos, disponibilizou 4 músicas no seu MySpace que foram acessadas por milhares de pessoas em pouquíssimo tempo. Só agora vi as inúmeras críticas que ela sofria toda vez que ia no Altas Horas e levei um susto quando assisti seu retorno em estilo "amadurecido" no clip Velha e Louca

O fato é que Mallu me acalma. Fiquei um pouco chocada com o novo estilo meio "modelo de tumblr" que ela aderiu atualmente e cheguei a duvidar que ela tinha continuado com a qualidade que possuía quanto a música, por detrás do seu inegável bom gosto e estilo francês. No entanto, as músicas disseram por si mesmas e me conquistaram facilmente. Tive que me render aos encantos de Mallu, porque não dá pra resistir a tanta calmaria e sinceridade.


Fico um pouco triste de ver certos comentários e críticas a respeito da carreira musical dela. As pessoas atualmente até elogiam muito, dizendo que agora ela está mais madura, magra e bonita. As mesmas pessoas que a chamavam de retardada em 2007/2009. Claro que toda mulher tem que ficar mais bonita, mais apresentável. Isso é sempre bom. Só não é bom ver o tratamento que a sociedade dá às nossas cantoras, ao talento feminino.
O que é arte? O que é música? É sentimento, é fechar os olhos e sentir, se permitir ser tocado na alma. Mas quando se trata de uma arte oferecida pelo sexo feminino, a artista não satisfaz o público apenas em mostrar seu talento, seus sentimentos, seus dons. 
Mallu, aos 15 anos já tinha tudo isso, mas o povo dizia que lhe faltava amadurecimento e bastou ela aparecer como uma modelo de grife para que ela adquirisse um pouco mais de respeito. Não quero dar uma de feminista (odeio feminismo), mas essa mania da sociedade exigir que a mulher seja primeiramente sex para depois ser qualquer coisa, é tão óbvia quanto absurda. Mais triste é ver como tão facilmente a gente cai nisso, muito naturalmente.

Nunca se exigiu que Nilton Nascimento fosse mais bonito. Não se exige que Chico Buarque pare de envelhecer, pare de nos mostrar suas rugas que aumentam a cada dia. Aliás, costuma-se dizer que Chico é como vinho. Mas a mesma benevolência não é aplicada para as mulheres, cujo sucesso parece depender de suas vestimentas, do quanto elas podem se apresentar magras e volúveis. Claro, eu também adoro moda, acho lindo mulher magra e até cheguei a ensinar a fazer o cardigã que a cantora usa no clip Velha e Louca (confira aqui). O problema não é gostarmos de moda, de pessoas bonitas. O problema é julgarmos o talento de nossas artistas pela sua aparência e pelo o que elas vestem. 
Dizer que Mallu está melhor agora não faz sentido, porque ela sempre esteve bem.


Quando eu assisto aos vídeos de Mallu quando ela era criança, falando coisas sem sentido, meio desconcertada ao responder qualquer coisa, vejo também uma menina que aproveitou o melhor de sua infância. Teve oportunidade de ficar em casa na segurança de seus pais e aprender a tocar violão e vários outros instrumentos sozinha. Uma criança que brincava de compôr canções desde os 12 anos e muito cedo, tinha um inglês invejável. E devido a tudo isso, hoje tem uma carreira e está em turnê pelos EUA, com apenas 21 anos. 

Mas as pessoas estão mais impressionadas com o fato dela ter casado com um homem muito mais velho que ela, preocupadas em elogiar suas roupas e o nível de sua magreza. E associam a mudança no guarda roupa ao ocasionamento de sua maturidade. Porque para a sociedade, mulher deve se preocupar apenas com essas coisas. Mulher não passa disso: um rosto bonitinho, um estado meiguinho, um suporte para uma linda roupa da moda.

Não vou deixar aqui nenhum dos últimos vídeos da cantora, onde, dizem os fãs, ela "finalmente" está mais madura e talentosa. Apesar de suas músicas continuarem lindas, vou deixar aqui um clip do início, de quando ela ainda era chamada de "molequinha", pra lembrarmos que desde sempre, ela já era sincera com seu talento e seus sentimentos. E talvez um dia as pessoas possam voltar a ter capacidade de sentir a música e esquecer a vida pessoal e o estado físico de todas nossas cantoras e artistas. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção: Caso tenha blog, deixe o endereço do link sempre que comentar. Assim, todos os outros leitores curiosos podem visitar sua página.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Quando você comenta, me deixa muito feliz! Sua opinião é muito importante.
Tanto que vou até cantar uma canção: Você é lindo (a), mais que demais, você é lindo (a) sim, onda do mar.... (lá, lá, lá, láaaaaaa)

Pin It button on image hover